Portal EmDiv

:: Terça-feira, 29 de Julho de 2014 ::
    Tamanho das Letras
    • Aumentar Letras
    • Tamanho Padrão
    • Diminuir Letras

    Compartilhar Isso!

    AddThis Social Bookmark Button

    Literatura da Austrália e Nova Zelândia

    Embora procedam da tradição literária inglesa, de onde receberam influências de estilo e convenções, desde o princípio as literaturas australiana e neozelandesa desenvolveram características e personalidades próprias.

    Literatura australiana - Os primeiros colonos se estabeleceram na Austrália em 1788. A maioria era constituída por delinqüentes deportados, soldados e administradores, logo seguidos por colonos livres. O encontro com um novo mundo e as peculiaridades da sociedade que ali se desenvolveu foram fatores determinantes para que os primeiros escritos fossem de natureza descritiva.

    Século XIX - A literatura australiana do século XIX, marcada pela falta de estilo próprio e maturidade, evoluiu continuamente para os temas locais. Cronologicamente, a poesia precedeu ao romance e este ao teatro. Em 1819 surgiu em Sidney a primeira obra impressa na colônia.

    O romance apareceu por volta de 1850. Os primeiros textos faziam descrições pitorescas das condições de vida na colônia, do banditismo à febre do ouro. O teatro constituiu-se num entretenimento habitual desde essa época. Durante o século XIX predominaram dois tipos de obras, de qualidade duvidosa: os dramas em verso e as adaptações de obras européias famosas.

    Século XX - A partir do século XX o sucesso dos prosadores superou o dos poetas.

    Os temas nacionalistas foram aos poucos perdendo força e a atenção se voltou para a vida urbana. A vida dos aborígines e suas relações com os colonos foram descritas.

    A literatura dramática da Austrália, ainda que pouco numerosa, cresceu ao longo do século XX.

    Literatura neozelandesa - O fato de que os primeiros povoadores a se fixarem na Nova Zelândia foram comerciantes e livres colonizadores, ao invés de degredados, marcou notáveis diferenças entre a literatura australiana e a neozelandesa.

    Século XIX - Até o final do século XIX não existiu uma verdadeira literatura neozelandesa. Durante esse período, a prosa se caracterizou pelo realismo, vinculado aos acontecimentos do cotidiano.

    Durante as décadas de 1920 e 1930 apareceram alguns poetas e prosadores notáveis. O sucesso de todos eles deveu-se ao fato de terem utilizado em suas obras elementos locais, atendendo assim ao gosto de seus leitores, que, em sua maioria, eram camponeses.

     

    Pesquisa

    Publicidade

    RSS