Portal EmDiv

:: Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014 ::
    Tamanho das Letras
    • Aumentar Letras
    • Tamanho Padrão
    • Diminuir Letras

    Compartilhar Isso!

    AddThis Social Bookmark Button

    O Jacu

    Grandes no porte, que às vezes equivale ao de um peru, os jacus têm pequena capacidade de vôo. A musculatura peitoral bem desenvolvida, no entanto, permite que subam até a copa das árvores, produzindo barulho típico e forte com as asas que vão roçando nos galhos.

    Jacu é um galináceo da família dos cracídeos, a mesma dos mutuns, aracuãs e jacutingas. Semelhantes entre si e dizimados pela caça, os diversos cracídeos brasileiros apresentam com freqüência um penacho ou uma crista e a garganta nua. Distinguem-se por sutis variações na plumagem.

    Há seis espécies de jacu no Brasil. A menor é o jacupemba (Penelope superciliaris), de 55cm, penacho rudimentar, asas com bordas ferrugíneas, que ocorre do sul do Amazonas ao Nordeste. Entre as espécies maiores estão o jacuaçu (P. obscura), de 73cm, plumagem verde-bronze, peito estriado de branco, que vive em matas das regiões Sul e Sudeste, e o jacu-de-barriga-castanha (P. ochrogaster), de 77cm, topete pardo-avermelhado e riscas negras ao redor dos olhos, cuja ocorrência se restringe a áreas do Centro-Oeste. Os jacus alimentam-se de frutas, folhas, brotos e de pequenos animais como grilos e gafanhotos.

     

    Pesquisa

    Publicidade

    RSS