Portal EmDiv

:: Terça-feira, 30 de Setembro de 2014 ::
    Tamanho das Letras
    • Aumentar Letras
    • Tamanho Padrão
    • Diminuir Letras

    Compartilhar Isso!

    AddThis Social Bookmark Button

    Mocó - Pequeno Mamífero Roedor

     

    A sagacidade e o olfato aguçado, que lhe permite pressentir a presença do homem a longas distâncias, são as principais armas defensivas do mocó, perseguido para fins de pesquisa por ser hospedeiro natural do Trypanosoma cruzi, causador da doença de Chagas.

    Mocó é um pequeno mamífero roedor, da família dos cavídeos, gênero Kerodon, encontrado no Nordeste brasileiro. Tem pelagem cinzenta no dorso e ventre amarelado. A espécie K. rupestris, semelhante ao preá e pouco maior que ele, habita as regiões descampadas e pedregosas da caatinga. Os mocós dessa espécie passam a maior parte do tempo em tocas, locais em que abrigam barbeiros (Triatoma) insetos transmissores da doença de Chagas.

    Para aproximar-se do mocó, é preciso se locomover em sentido contrário ao do vento, a fim de não ser denunciado por seu olfato privilegiado. Nos dias nublados, o mocó sai para se alimentar de manhã e à tarde. Nos dias claros, abandona sua toca apenas à noite. Alimenta-se de cascas de árvores, brotos, folhas e frutos. Em pequeno, é domesticável.

     

    Pesquisa

    Publicidade

    RSS