【DIETA DA FRUTA】Fruta Engorda ou Emagrece? Verdades e Mitos

 

 

Os especialistas falam sobre frutas, como um açúcar saudável.

Que se não consumido com moderação pode sim levar ao ganho de peso.

→ VEJA MAIS: Dieta da Fruta

Quer ver depoimentos e dicas sobre Dieta das Frutas

Deixe seu comentário no vídeo abaixo!

Trabalhamos com amor e dentro do possível seu comentário será respondido!

Este conteúdo não substitui uma consulta medica!

#dietablogbr

(VÍDEO) → Nova Dieta das Frutas para Emagrecer Emagreça 8 Quilos em 10 Dias

 

Fruta engorda: mito ou verdade?

O fruto contém significativamente menos açúcar do que outros alimentos, como soda e doces.

Quando se trata de diminuir a quantidade de açúcar ou reduzir os carboidratos, eventualmente, a maioria dos dieters faz a mesma pergunta: “E quanto a frutas?”.

Afinal, a fruta é rica em açúcar, dos quais, como um todo o americanos comem demais. A dose diária recomendada de carboidratos é de 130 gramas; o adulto médio come três vezes mais por dia.

De fato, o Departamento de Agricultura dos EUA coloca o consumo de açúcar adicionado em 131 libras (59,42 kg) por ano, o que contribui muito para ganho de peso e obesidade, assim como condições metabólicas, como diabetes tipo 2 e doença cardíaca.

Isso é questão dos adicionados de açúcar, no entanto. Então, e quanto ao açúcar natural de maçãs, bananas, laranjas e outras frutas? A maneira como você controla o açúcar faz diferença?

Tipos de açúcar: qual é o ideal para consumo?

Se você está comendo uma maçã, tomando um refrigerante ou comendo um pedaço de doce, o açúcar que você está consumindo é feito de duas moléculas: glicose e frutose.

Açúcar de mesa é 50 por cento de frutose e 50 por cento de glicose, enquanto as frutas, assim como o xarope de milho de alta frutose, contêm entre 40 a 55 por cento de frutose.

Mas é assim que essas moléculas de açúcar determinam o efeito do açúcar na sua saúde, explica o dietista registrado Jim White, porta-voz da Academia de Nutrição e Dietética e dono de Jim White Fitness & Nutrition Studios na Virgínia.

Descubra aqui como diminuir a ingestão de açúcar!

As diretrizes dietéticas dos EUA visam diminuir a ingestão de açúcar. Mas como você pode fazer isso?

Quando o açúcar esta presente em alimentos integrais, como frutas, os açúcares que ocorrem naturalmente vêm com uma ajuda saudável de fibra, diminuindo a degradação do corpo desses açúcares, o efeito sobre níveis de açúcar no sangue e insulina e reduzindo a propensão do seu corpo para armazenar energia deste como gordura, ele explica.

“A fruta contém açúcares naturais, mas a fruta é muito mais do que apenas açúcar. O fruto é relativamente baixo em termos de calorias e contém vitaminas, minerais e nutrientes essenciais que não recebemos de outros alimentos, mas precisamos de uma saúde ideal”, afirma a dietista Alexandra Caspero, com sede em St. Louis.

Por isso, em um estudo de 65.226 adultos, as pessoas que comeram sete ou mais porções de frutas e vegetais por dia tiveram um risco 42% menor de morrer durante o acompanhamento do estudo em comparação com aqueles que comeram menos de uma dose por dia.

Além disso, todas as fibras, antioxidantes e outros nutrientes que a fruta contém, tem significativamente menos açúcar do que outros alimentos, como itens de refrigerante, doces e lanches.

Por exemplo, uma maçã de 182 gramas contém 19 gramas de açúcar enquanto uma barra de doce de 58 gramas contém 35 gramas de material doce.

“Você definitivamente pode comer demais açúcares de alimentos como, doces, mas é muito difícil comer demais o açúcar, se você apenas comendo frutas inteiras”, diz White.

Por exemplo, a pesquisa da Universidade Emory mostra que o americano médio come 55 gramas de frutose por dia, representando mais de 10% da ingestão calórica total.

As bebidas açucaradas foram responsáveis por 30 por cento da ingestão de frutose.

O suco de frutas e frutas contribuiu com 19%.

Posso comer a quantidade de fruta que eu quiser?

“Quando estou analisando dietas para perda de peso, raramente a fruta é o culpado pelo ganho de peso”, diz Caspero.

Afinal, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, 76 por cento da população dos EUA não obtém as três porções recomendadas de frutas por dia. (Uma porção equivale a uma fruta inteira ou meia xícara de fruta picada).

E a pesquisa sugere que comer ainda mais do que isso pode não ser uma coisa ruim.

De acordo com um estudo de Metabolismo, quando os participantes comeram 20 porções de fruta por dia durante duas semanas, não tiveram efeitos adversos em seus níveis de peso, pressão arterial ou triglicerídeo.

No entanto, eles reduziram os níveis de colesterol LDL (ruim) em 38 pontos.

Enquanto isso, um estudo de 2013 Nutrition Journal descobriu que a diminuição da ingestão de frutas não tinha benefício nos níveis de açúcar no sangue, nos pesos ou nas circunferências da cintura de pessoas com diabetes tipo 2.

“Eu não recomendo que as pessoas comam o tanto de fruta que quiserem como alguns programas de perda de peso recomendam”, diz White.

Sabe a diferença entre beber o suco e comer a fruta?

Dito isto, beber suco de frutas age do mesmo modo que comer frutas inteiras? Não exatamente.

Na verdade, muitas pessoas precisam reduzir a ingestão de suco de frutas, diz White.

Afinal, quando fizermos um suco, os açúcares que ocorrem naturalmente nas frutas são separados da fibra benéfica da fruta.

Sem a fibra, o açúcar em seu copo de JO é processado assim como o açúcar no seu refrigerante.

Pesquisas da Harvard School of Public Health descobriram que, enquanto as pessoas que comem mais frutas inteiras (especialmente uvas do monte, uvas e maçãs) desfrutam de um risco significativamente menor de desenvolver diabetes tipo 2.

A maior ingestão de suco de fruta (mesmo 100 por cento suco de frutas) foi associado a um risco aumentado de diabetes tipo 2.

O que fazer? Coma frutas inteiras e deixe de lado os sucos para uma melhor saúde.

ATUALIZADO: 19.03.18

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *