【MACONHA】7 Benefícios Para Saude da Cannabis【AQUI】

 

 

Maconha Benefícios para Saúde. Por 70 anos, o haxixe (droga de efeito entorpecente) foi proibido como droga inebriante. Hoje, muitos médicos pensam de maneira diferente e apreciam o efeito terapêutico da planta de cânhamo.

Henrik Sprengel relata os benefícios da maconha como um dispositivo médico no verão:

– A maconha tem um efeito analgésico e anti-inflamatório.

– O canabinóide CBD não é psicoativo.

Isso faz dos medicamentos à base de maconha possuam uma abordagem de pesquisa promissora.

Durante séculos, muitas culturas em todo o mundo utilizaram medicamentos à base de maconha.

Ela ainda está em descrédito como droga de intoxicação.

→ PRINCIPAIS DICAS FINAL DO ARTIGO

Quer ver depoimentos e dicas sobre MACONHA

Deixe seu comentário no vídeo abaixo!

Trabalhamos com amor e dentro do possível seu comentário será respondido!

Este conteúdo não substitui uma consulta medica!

#dietablogbr

(VÍDEO) MACONHA – Pra que Serve e Efeitos Colaterais

 

Os obstáculos para os pacientes chegarem legalmente ao material são altos. Isso provavelmente mudará em breve.

Os médicos estão confiando cada vez mais no efeito terapêutico da planta do cânhamo, especialmente no ingrediente ativo canabidiol (CBD).

Além do bem conhecido tetraidrocanabinol (THC), é o ingrediente do cânhamo que:

– Funciona mais eficazmente contra doenças.

– Ajuda pacientes com dor

Ambas as substâncias THC e CBD têm um efeito:

  • Antiespasmódico
  • Anti-inflamatório
  • Alívio da dor.

Ao contrário do THC, o CBD não tem efeitos psicoativos e alucinógenos.

 

Além disso, os efeitos colaterais típicos do THC são:

  • Tontura
  • Perda de memória
  • Distúrbios de concentração
  • Percepção

Geralmente não ocorrem após o consumo de CBD. Portanto, os produtos da CBD são legais e comercialmente disponíveis como um suplemento dietético.

Ainda assim, ajuda os pacientes com dor, como a esclerose múltipla ou os que sofrem de reumatismo. “O futuro não quer dor”, diz Sprengel no DLDsummer. E a maconha pode ajudar.

Maconha eficaz contra doenças autoimunes e mentais

Outros estudos mostraram que os medicamentos canábicos também podem ajudar pessoas com:

– AIDS

– Hepatite

– Síndrome de Tourette

– Doenças autoimunes

– Sintomas psiquiátricos

Aliviando ou retardando a progressão dessas doenças com a maconha

A maconha planta tem um grande potencial, mas ainda falta pesquisa, diz Henrik Sprengel professor da DLDsummer e co-fundador da Kalapa Holding.

A empresa administra campos de cânhamo na Andaluzia, extrai o canabidiol terapeuticamente ativo das plantas e apoia a pesquisa sobre a eficácia da maconha como um dispositivo médico.

Como a medicina e a ciência há muito tempo ignoram as habilidades terapêuticas da maconha, existem poucos estudos oficiais sobre a eficácia de diferentes formas de uso.

Embora estes sejam promissores, a pesquisa ainda é relativamente desinteressante para a indústria farmacêutica.

Você não pode se inscrever para plantas.

Grande potencial da maconha

Em São Francisco, os cientistas estão atualmente pesquisando como o CBD pode ajudar a prevenir metástases cancerosas.

Em experimentos com animais, os pesquisadores já conseguiram provar que a droga continha o crescimento de úlceras, mesmo em um estágio tardio.

Aparentemente, o CBD desativa os genes responsáveis ​​pelo crescimento de metástases.

Ensaios clínicos com pacientes ainda estão faltando.

Os críticos apontam que o lançamento promove o uso de drogas. Mas isso não é necessariamente verdade.

Um estudo publicado na semana passada mostrou que a liberação de maconha como droga não leva ao aumento do uso de drogas. Essas preocupações são infundadas, escrevem os cientistas da Universidade de Columbia, em Nova York.

– Os pesquisadores analisaram dados de mais de um milhão de adolescentes de 48 estados dos EUA entre 1991 e 2014.

– Os pesquisadores publicaram suas descobertas na revista “The Lancet”.

Assim, não houve indicação de que os 21 estados tenham legalizado a maconha para fins médicos.

ATUALIZADO: 18.05.18

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *